Pesquisar este blog

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

PREFEITO DE PARAUAPEBAS - VALMIR MARIANO - DÁ CALOTE NA UNIVERSIDADE E CURSOS SUPERIORES SÃO AMEAÇADOS.

A notícia é preocupante e pega a comunidade acadêmica de surpresa. Todo o investimento em educação superior feito em Parauapebas corre o risco de escorrer pelo ralo devido a falta de compromisso do governo Valmir Mariano. Parauapebas, que com muita carência começou a ofertar alguns cursos superiores à sua juventude, agora amarga uma crise sem precedentes na sua história. 

O curso de Engenharia Mecânica que funcionava graças a um convênio entre a UFPA e a prefeitura, já parou suas atividades por falta de pagamento da prefeitura. Já o curso de Direito está ameaçado pelo mesmo motivo. Há oito meses que o prefeito Valmir Mariano não repassava a verba devida e depois de uma reunião entre os coordenadores e o gabinete do prefeito, tudo o conseguiram foi a quitação de duas parcelas das oito devidas. O governo alega não ter dinheiro para cumprir os compromissos. 

Essa notícia era para ser guardada a sete chaves, pois o governo teme que a população saiba que está falido e não está conseguindo honrar os compromissos mais básicos. Realmente isso é muito preocupante e pode ter sérios agravantes para toda a comunidade.

8 comentários:

  1. Sinceramente nunca pensei que se chegasse a esse ponto. Será que ainda tem gente que pensa em reeleger esse tal VALMIR MARIANO? Só se tiver muito...mas muito interesse em jogo, porque se o cidadão tiver o mínimo de JUÍZO vai querer ver bem longe da prefeitura esse Velhote.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. so posso dizer que : de arrependido o inferno ta cheio

      Excluir
  2. ...tal e qual o "chapa branca". Esse sim tem todo interesse na permanência desse desgoverno!

    ResponderExcluir
  3. Muita coisa avançou no Brasil nestes últimos anos desde a Constituição de 1988, para coibir excessos dos maus agentes políticos. Foram criadas a Lei de Responsabilidade Fiscal e a temida Lei de Improbidade Administrativa, entre muitas outras. Mesmo com todos esses mecanismos coibitivos, mesmo assim, esses políticos não tomam vergonha na cara, aliás, brincam com a nossa, a exemplo de uma dessas "pérolas" na política lical querer vir novamente como candidato (nem sei se veio!), apesar de ter sido vergonhosamente desmascarado nacionalmente, pois, aquilo que deveria ser motivo de vergonha vira júbilo... olha só aonde chegamos!.

    ResponderExcluir
  4. Luis, eu gostaria de saber, qual fornecedor da prefeitura está com as contas em idia... até aqueles contratados por ter alguma ligação com a filha do prefeito não estão recebendo.... e queria saber também, como pode a filha dele ser secretaria....

    ResponderExcluir
  5. Será que é isso mesmo? por que sei que a unifesspa está sofrendo cortes, acredito que não seja só aqui em Parauapebas. http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2016/08/cortes-no-orcamento-de-2017-podem-inviabilizar-unifesspa.html

    ResponderExcluir
  6. Só tem um jeito aceitar, dói menos!

    ResponderExcluir
  7. Caro Anônimo das 16:33 (29), seguinte: O prefeito nomeou indevidamente a filha para cargo no Setor de Licitações e Contratos, com a chancela do, então, "brilhante" Procurador Geral do Município, dr Marcone. Existe, entretanto, vedação legal através da Súmula Vinculante 13, que proíbe a prática de nepotismo, claramente estampada na decisão do alcaide. O prefeito, então, a nomeou secretária de Planejamento, vez que, em se tratando de cargo político não haveria impedimento. Ora, do ponto de vista "legal", Anônimo, não houve o cometimento de infração, mas do ponto de vista ético? Foi uma manobra escusa e desrespeitosa ao judiciário, além, de constituir uma "bofetada sem mão" no cidadão. Acreditamos que tenha sido uma falha do Legislador (no caso, a Suprema Corte) que não contava com esses espertalhões de plantão que não têm nenhum escrúpulo em burlar a Lei para se dar bem.

    ResponderExcluir