Pesquisar este blog

quarta-feira, 9 de maio de 2018

O QUE COMEMORAR NOS 30 ANOS DE PARAUAPEBAS?

Análise da gestão Darci Lermen


Em primeiro lugar quero esclarecer aos mais afoitos que isso não se trata de oposição ao governo Darci. Ajudei a construir esse governo desde o primeiro mandato e não seria agora que ajudaria a destruir. Quando fiz campanha para ele alcançar o inédito terceiro mandato, fiz por acreditar no seu carisma, na sua sensibilidade, na sua capacidade de surpreender, e, principalmente pelo jeito peculiar que trata o povo mais humilde. Portanto, essa análise servirá como uma humilde contribuição ao seu governo.

Inicio lembrando que a vitória do Darci em outubro de 2016 sobre a poderosa máquina foi possível com uma colisão de 16 partidos. O que foi uma solução para ganhar a eleição, foi seu maior problema para montar o governo e gerenciar a máquina. Todos os partidos, como de costume, cobraram a sua fatura, e nesse momento faltou a Darci a coragem e percepção para fazer as escolhas mais criteriosas. É natural que a maioria dos cargos fossem distribuídos entre os partidos aliados, porém, com critério técnico e primando pela competência e capacidade gerencial. 

Todos esperavam um Darci mais experiente no terceiro mandato e essa expectativa tem sido frustrada a cada dia. Conheço-o o bastante e imagino-o nesse momento com grande angústia, mesmo sabendo disfarçar com maestria. Aquele Darci sorridente, de alto astral, as vezes esconde outra realidade. Ele sabe que seu governo chegou ao limite mais perigoso de todos os tempos e, o pior, não encontra as cartas nas mangas para sair dessa encruzilhada. Como um cego tateando no escuro, busca uma solução para dar a guinada necessária e iniciar o "governo da oportunidade". Realmente, o prefeito não está no seu melhor momento. Tem que administrar o ego e a vaidade de muitos supostos líderes que a todo momento cobram os seus votos.

Relação com o legislativo


O governo Darci optou em dar continuidade ao velho modelo de clientelismo com os vereadores. Não só continuou como reforçou mais ainda. Eu diria que esse modelo é danoso para ambos, e, principalmente para a população. Um vereador que tem relação de troca com o governo, se torna refém, perde sua autonomia e sua função de legislador. Já o governo, fica engessado e governa com uma espada na cabeça. Para piorar ainda mais essa situação, o Darci não elegeu a maioria na Câmara, e, equivocadamente, optou por esse modelo de relação institucional.

Darci precisa ter a coragem de romper com esse sistema. Precisa ter uma relação puramente politica e institucional com a Câmara. Precisa aceitar a oposição e, como nos mandatos anteriores, compreender que a oposição ajuda o governo a não cochilar e ficar mais atento. Mas realmente, será preciso muita coragem, pois esse modelo clientelista que já se arraigou nas entranhas da nossa politica é danoso e difícil de romper. Difícil, mas não impossível. Essa mudança de postura poderá ser traumática no início, mas depois, vereadores e prefeito entenderão como o melhor caminho. Para isso, a verdade, a transparência, o diálogo franco serão as virtudes básicas necessárias.

Dormindo com o inimigo


Trazer os adversários políticos para o seu lado é uma virtude dos bons mandatários. Porém, tem que se observar o limite ético. Colocar dentro do governo adversários inescrupulosos, notadamente corruptos e que já tentou lhe destruir, é o mesmo que colocar um câncer destruidor para dentro do organismo. Somente os políticos inseguros e sem poder de comando fazem isso, como se estivessem com a metade de um punhal enfiado no seu pescoço.

Ou o Darci purifica o seu governo, ou, será inevitavelmente destruído. Coerência, bom senso e um pouco de malícia são necessários para escolher sua equipe gestora e seus assessores. 

O que será comemorado nesse aniversario?


Trinta anos é uma data emblemática. Parauapebas está se tornando uma senhora, com maturidade para amparar os seus filhos. Mas na realidade, essa senhora está maltratada, fragilizada, suja e sem poder oferecer uma oportunidade aos seus filhos. Seria de bom tom que o governo inaugurasse 30 obras. Já pensou? Uma obra importante por dia em todo o mês de aniversário seria realmente um bom presente. Mas falo de obras importantes e não de reboco de meio fio da PA. Carecemos de escolas, de postos de saúde, de infra-estrutura nos bairros... Um ano e cinco meses! Não dá mais para dizer que não houve tempo. E mais uma vez digo: conhecendo bem o Darci, sei que deve estar angustiado por não estar dando a resposta que o povo queria. Tem alguma coisa travando o seu governo e somente ele tem a ferramenta para destravar. Mas terá que ter a coragem de usar essa ferramenta e aplicar o remédio que pode ser bem amargo.

Nem tudo está perdido


O Darci tem um incrível poder de dar a volta por cima. Como a fênix, tem essa capacidade mágica de renascer das cinzas. Tem carisma, traquejo político, inteligência e sensibilidade. Mas terá que ter a coragem de fazer as mudanças necessárias. Uma reforma administrativa radical é urgente. Caso não faça, corre sério risco de passar pelo constrangimento de ver o judiciário fazer, como aconteceu com seu chefe de gabinete.

Quem sabe, o clima de aniversário o inspire para essa grande guinada! Seria um presente para todos nós. E eu como cidadão, como entusiasta, aposto e confio nessa saída. Darei minha contribuição, oferecerei minhas criticas até o ultimo momento.

9 comentários:

  1. Não querendo ser pessimista, mas é difícil acreditar que o governo do MDB tenha rumo diferente desse implantado aqui em Parauapebas. Darci simplesmente está desenvolvendo um programa de governo implantado por um grupo que tem sua meta, sua estratégia política.

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, irretocavel! A melhor análise que eu li. Se o lorim fosse esperto, seguiria a risca suas dicas. Mas ele anda muito vaidoso para isso,

    ResponderExcluir
  3. Bem vindo de volta professor. Já estava incomodado com o seu sumiço. Sem você a blog os fera fica sem graça. Sou seu fã. Você mostrou muita coerência nesse texto. Só não concordo com uma coisa: acho que dessa vez, o Darci não terá final feliz. A fênix não ressurgirá das cinzas. Ele já está muito atolado.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário excluído por conter conteúdo ofensivo a agente público

      Excluir
  5. Professor, me sinto representada nas suas palavras. Nos que apoiamos o Darci gostaríamos de falar isso e não tivemos a oportunidade. Você lavou nossa alma. Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  6. Falou tudo meu blogueiro. Aí sim. Você conseguiu expressar nosso sentimento e nossas frustrações. Vejo uma luz no fim do tunel. Se o Darci não reagir rápido, vai cair num poço sem fundo.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário excluído por conter palavra inadequada e ofensiva

      Excluir